DengueTech
x
Por: Denguetech
Quando se fala em dengue, a primeira coisa que vem à cabeça são os cuidados necessários para evitar a reprodução do mosquito Aedes aegypti, certo? Mas também é importante destacar as recomendações para quem contraiu a doença. Descubra quais são!

Quando se fala em dengue, a primeira coisa que vem à cabeça são os cuidados necessários para evitar a reprodução do mosquito Aedes aegypti, certo? Mas também é importante destacar as recomendações para quem contraiu a doença.  

Além de buscar rápido diagnóstico, é preciso ter atenção redobrada durante o tratamento, pois a dengue, como já sabemos, é uma doença muito perigosa e que pode levar à morte ou deixar sequelas muito graves. Também é importante lembrar que quem está com dengue deve tomar muito cuidado e ajudar a evitar que a doença se espalhe na vizinhança.

Assim, o blog DengueTech listou alguns cuidados fundamentais que quem está doente deve ter. Saiba já quais são:

Dengue: como acontece o contágio?

Primeiro, é importante entender como acontece o contágio da dengue. Muita gente acha que a doença pode ser transmitida de uma pessoa para outra, ou que animais de estimação podem ser infectados. Mas essas informações não passam de mitos. Uma pessoa só pode ser infectada pelo vírus da dengue ao ser picada pelo mosquito Aedes aegypti e a doença só se manifesta em humanos. Quando alguém está infectado e é picado pelo mosquito da dengue, este mosquito, caso ainda não carregue o vírus, passa a transmitir a doença. Por isso, é fundamental que quem esteja com dengue se proteja e evite novas picadas.

Confira outros mitos e verdades sobre a dengue aqui.

Cuidados durante o tratamento de dengue

Além de sempre seguir as recomendações médicas, é fundamental que quem contraiu a doença evite tomar novas picadas pois, assim, evita que outros mosquitos passem a carregar o vírus da dengue. Neste sentido, é importante verificar com o seu médico quais repelentes podem ser utilizados durante o período de contágio e, sempre que possível, usá-los. Se não for possível usar o repelente sobre a pele, converse com seu médico sobre a possibilidade de se usar esses produtos sobre as roupas.

As próprias roupas podem ser excelentes aliadas nessa hora em que a pessoa está com o vírus. Procure usar roupas claras, largas e que cubram todo o corpo.

O uso de repelentes elétricos e inseticidas aerossóis também podem e devem ser considerados. É muito comum que a doença se espalhe entre as pessoas de convívio mais próximos, em casa ou no trabalho.

Pegar dengue não é motivo de vergonha. Dengue, chikungunya e zika podem  se espalhar muito rapidamente, causando danos enormes às comunidades. Assim, caso você contraia dengue, é preciso alertar familiares e vizinhos para que todos fiquem atentos e combatam o mosquito com maior intensidade. No início dos surtos, quando as pessoas ainda não estão vigilantes e por vezes é difícil saber onde a doença foi contraída, esta medida é ainda mais importante.

Quando há pessoas infectadas é preciso redobrar os cuidados com a manutenção dos ambientes limpos e a eliminação e tratamento dos criadouros. Sempre é bom lembrar que um único mosquito adulto poder infectar muita gente ao longo de sua vida, as crias de um mosquito infectado também nascem com a doença, aumentando exponencialmente a circulação da doença. Pior ainda, o ovo do mosquito da dengue pode sobreviver por mais de um ano sem água, então, pode ser que um novo surto ocorra quando estes ovos infectados eclodirem.

Reforçar às ações de combate ao mosquito da dengue é mais do que necessário, é dever de todos! E para isso, é importante contar com produtos que acabem definitivamente com o problema, como o DengueTech. Afinal, repelir ou espantar só empurra o problema para o vizinho, e o Aedes aegypti volta.

O DengueTech é um produto sustentável, à base de BTI, que mata centenas de larvas do mosquito Aedes aegypti por 60 dias. Basta colocar ½ tablete para 5L e 1 tablete para 50L de água.

Os produtos sustentáveis são sempre melhores alternativas para combater a dengue e se destacam por serem mais eficientes se comparados aos inseticidas comuns, além de não afetarem o meio ambiente e à saúde humana. Saiba como escolher a melhor opção.

Para continuar descobrindo dicas de cuidados com a dengue, acompanhe o blog DengueTech.